SÍNDROME DA ASPIRAÇÃO DE MECÔNIO

A presença de líquido meconial está presente em 10 a 15% dos partos, mas a Síndrome da Aspiração de mecônio em apenas 5% deles.

Acontece quando o bebê por motivos diversos entra em sofrimento fetal fazendo uma hipóxia intra-útero (deficiência de O2), devido a hipóxica o bebê elimina mecônio no líquido amniótico e este se impregna nas vias aéreas, ao nascimento apesar de todo o cuidado dos médicos ao respirar, o bebê aspira este mecônio que é levado aos pulmões e assim acontece a Síndrome da Aspiração de Mecônio.

A grande preocupação nesta situação é quanto ao sofrimento fetal sofrido, afinal não se sabe quanto tempo este bebê ficou com uma restrição de O2 intra-útero, o tratamento imediato para este bebê é a manipulação mínima, e muitas vezes a sedação, além da manutenção da ventilação e para isto pode ser necessário o uso da Ventilação Mecânica.

 

 

*O objetivo desta explicação não é didático é apenas informativo, por isso poupei detalhes que poderiam gerar confundimento, mas tendo alguma dúvida por favor perguntem!

:: Postado por Tathiana às 14h07
::

DOENÇA DA MEMBRANA HIALINA

 

SÍNDROME DO DESCONFORTO RESPIRATÓRIO DO RN / DOENÇA DA MEMBRANA HIALINA

 

 

A Síndrome da membrana hialina, atualmente passou a ser chamada de Síndrome do Desconforto respiratório do RN, teve sua primeira denominação em 1903 (Membrana Hialina Pulmonar) devido a material hialino encontrado revestindo vias aéreas terminais.

 

 

Definição:

 

A Síndrome do Desconforto respiratório do Rn acontece pela deficiência primária de Surfactante, afetando os Recém Nascidos Pré-termo, especialmente aqueles nascidos com menos de 34 semanas de idade gestacional, é raramente vista em RN termo ou próximos do Termo.

 

 

Incidência:

 

Maior em RNPT nascidos com menos de 1.500g

Sexo Masculino

Inversamente proporcional a IG

 

Quadro Clínico:

 

A sintomatologia se estabelece logo nas primeiras horas de vida, os sintomas clínicos inicialmente são discretos mas evoluem em gravidade e intensidade, como:

 

 

Tratamento:

 

O tratamento é feito com surfactante exógeno, o que diminui a necessidade de O2 em grandes concentrações, proporcionando ao RN uma melhor ventilação e evitando complicações como a Displasia broncopulmonar e a Retinopatia da Prematuridade, que são causadas pelas altas concentrações de O2 que embora necessárias, são lesivas.

Atualmente tb é feito o tratamento com corticóide antenala, fazendo com que o pulmão amadureça mais rapidamente diminuindo assim a gravidade e morbidade da doença.

 

:: Postado por Tathiana às 15h15
::

PLANOS PARA 2006

Quero iniciar este ano de 2006 fazendo um breve resumo sobre as principais patologias que acometem os Recém Nascidos no Período Neonatal e completar a cada dia com uma nova informação!

Aceito  perguntas e sugestões, como a da mamãe Karina que me perguntou sobre a Síndrome do Pulmão Úmido que vou esclarecer agora!

TAQUIPNÉIA TRANSITÓRIA DO RECÉM NASCIDO OU SÍNDROME DO PULMÃO ÚMIDO:

A Síndrome do Pulmão Úmido acontece quando o bebê não elimina todo o líquido que está dentro do pulmão ao nascer, ou seja, quando o bebê está na barriga da mãe, seus pulmões estão cheios de líquido, ao entrar em trabalho de parto a mãe libera alguns hormônios na corrente sanguínea que agem no pulmão, fazendo com que este pulmão elimine mais rápido este líquido, que é completamente eliminado qdo o bebê passa pelo canal de parto, qdo acontece uma cesariana por exemplo, esta segunda etapa não acontece e se a mãe não entra em trabalho de parto (cesária eletiva) nem a aprimeira acontece, então é bem comum, A Síndrome do Pulmão úmido atualmente é chamada de TTRN
Taquipnéia Transitória do Recém Nascido e normalmente tem uma evolução rápida (24/48h) se não estiver associada a outras complicações!
 
Dúvidas?? Escrevam...
 
Beijos
 

 

 

:: Postado por Tathiana às 12h38
::

FELIZ 2006!!!

Bom início de ano à todos!!

Quero começar este ano de 2006, postando um mail muito interessante que recebi sobre picadas de insetos, como prevení-las e como agir caso elas aconteçam...

Vamos lá:

Formiga
Onde tem: jardins e quintais. Costuma ficar nos troncos e nas folhas.
Como prevenir: ficar atenta ao encostar em plantas e prestar atenção
se não há formigueiros por perto.
Sintomas: há dois tipos de reação à picada: a local e a sistêmica.
Ambas se manifestam com vermelhidão, dor e inchaço na região
atingida. A diferença é que a sistêmica se apresenta somente em
crianças alérgicas, provocando ainda inchaços na língua, lábios,
olhos e garganta, podendo gerar até falta de ar.
O que fazer: aplique uma compressa com água gelada ou gelo para
aliviar a dor e o inchaço. Caso seu filho seja alérgico, é preciso
levá-lo ao pronto-socorro na hora, onde serão tomadas as devidas
providências. Caso a criança não sofra de alergia passe uma pomada à
base de corticóides, indicada por um médico pediatra do pequeno.

Carrapato e pulga
Onde tem: os carrapatos são comuns em parques, praças, pastagens e em
espaços onde há animais domésticos e silvestres, como gambá. As
pulgas aparecem onde há bichos de estimação, como cães e gatos.
Como prevenir: para fugir de carrapatos e pulgas é preciso vistoriar
constantemente os animais domésticos e mantê-los tratados.
Sintomas: vermelhidão e coceira no local da picada.
O que fazer: tire o carrapato com a ajuda de uma pinça, atentando
para que suas perninhas também saiam por inteiro. Para isso
acontecer, pingue álcool sobre o bicho, segure-o com a pinça e gire-o
na base, fazendo com que se desprenda completamente. Depois passe uma
pomada com corticóides, sempre com a recomendação de um médico. Em
caso de picada de pulga, mais comum, faça compressa com gelo ou água
gelada e aplique pomada à base de corticóides. Em caso de reações
mais fortes, o médico pode receitar ainda um antialérgico.

Pernilongo e borrachudo
Onde tem: o pernilongo fica em áreas onde há grande concentração de
água, como córregos, rios, poças e vasos de quintais. O borrachudo
também fica em ambientes úmidos, mais especificamente onde há água
corrente.
Como prevenir: usar telas de proteção nas janelas, mosquiteiros nos
berços e repelente no corpo. Há no mercado produtos naturais como a
citronela e a andiroba, que podem vir em forma de loção ou de velas.
Sintomas: a reação a esse tipo de picada é chamada de estrófulo. Ele
é identificado por uma bolinha vermelha com uma bolha na ponta, que
estoura rapidamente. A região fica vermelha, coça e, às vezes, incha.
O que fazer: compressas de água gelada ou gelo ajudam a aliviar o
incômodo. O tratamento é complementado com pomada à base de
corticóides. Em caso de outras reações é preciso tomar um
antialérgico, que deve ser receitado por um médico

Abelhas e marimbondos
Onde tem: parques, jardins e partes externas da casa, como varandas.
Como prevenir: evite deixar seu filho próximo a lugares onde haja
casas de marimbondos. Não deixe doces e sucos expostos por muito
tempo pois atraem esses insetos.
Sintomas: há dois tipos de reação à picada: a local e a sistêmica.
Ambas se manifestam com vermelhidão, dor e inchaço na região da
ferroada. A diferença é que a sistêmica se apresenta somente em
crianças alérgicas, provocando inchaços na língua, lábios, olhos e
garganta, podendo gerar até falta de ar.
O que fazer: tente tirar o ferrão com a ajuda de uma pinça e, em
seguida, faça uma compressa com água gelada ou gelo. Se a criança
apresentar reações alérgicas, leve-a ao pronto-socorro na mesma hora.
Lá os médicos deverão retirar o ferrão com uma infiltração de
xilocaína, que tem efeito anestésico, monitorar suas condições e
medicá-la se for necessário.

Escorpião
Onde tem: terrenos baldios, sob entulhos, pilhas de madeira, tijolos
e materiais de construção em geral. Tem hábitos noturnos e costuma se
esconder em calçados e roupas. Por isso podem estar tanto na área
interna quanto na externa da casa.
Como prevenir: manter jardins e quintais limpos e evitar o acúmulo de
entulhos. No interior da casa vede soleiras de portas e janelas,
tampe frestas e buracos de paredes e assoalhos, afaste camas e berços
da parede e use telas nos ralos de chão, pias e tanques.
Sintomas: dor intensa no local minutos após a ferroada. A região fica
avermelhada e, em alguns casos, o pequeno vomita e tem suor intenso.
O que fazer: tranqüilize seu filho, mantenha-o imobilizado e coloque
uma compressa de água gelada ou gelo na região afetada. Ao fazer isto
você alivia a dor e evita que o veneno se espalhe com rapidez. Dirija-
se ao pronto-socorro, onde os médicos vão aplicar o soro específico.
Se possível, leve o animal para que os profissionais possam
identificá-lo e dar um tratamento adequado.


Aranha
Onde tem: há três tipos comuns no Brasil: a armadeira, acinzentada
com espinhos pretos, é encontrada em bananeiras, troncos caídos,
folhas, cascas e dentro de sapatos. A marrom tem pernas compridas e
costuma se alojar em fendas de barrancos, telhas, cavernas e cascas
de árvores. Nas casas se esconde atrás de móveis, quadros e roupas. E
a viúva-negra aparece em arbustos, árvores, jardins e dentro de casa,
atrás de móveis, em roupas e sapatos. É preta com uma mancha vermelha
em forma de ampulheta no abdome.
Como prevenir: vedar portas, janelas, tampar buracos nas paredes e
nos assoalhos. Ficar atenta na hora de vestir roupas e sapatos nos
pequenos.
Sintomas: a região atingida fica vermelha, inchada e dolorida. Após o
acidente a criança pode vomitar, suar e ter taquicardia. No caso da
aranha marrom a picada evolui com o passar das horas para uma lesão
avermelhada com o centro de cor roxa.


Lembrando sempre: Só o médico poderá prescrever o mlehor remédio para cada caso!

:: Postado por Tathiana às 12h29
::





Meu nome é Tathiana, sou fisioterapeuta, especialista em Fisioterapia Neonatal pela Unicamp e atualmente Mestranda em Saúde da Criança e do Adolescente , moro em Campinas e fiz este Blog na intenção de ajudar mães que tem dúvidas sobre o desenvolvimento de seus filhos, e profissionais que tenham dúvidas ou interesse pela área, Desde já agradeço a visita e conto com suas sugestões e comentários!

:: UOL - O melhor conteúdo
:: BOL - E-mail grátis
:: Link gigika!
:: site sobre prematuros
:: Jornal de Pediatria
:: Método Canguru
:: Amamentação
:: Top Baby
:: Site de pesquisa
:: Fernanda e Pepê
:: Universo do bebê
:: Planeta Bebê

Me escreve tá?





No momento...

Visitantes online

Visitas

Votação

Dê uma nota para meu blog

Arquivo do Blog

18/01/2009 a 24/01/2009
11/05/2008 a 17/05/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
09/03/2008 a 15/03/2008
14/10/2007 a 20/10/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
01/07/2007 a 07/07/2007
06/05/2007 a 12/05/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
11/02/2007 a 17/02/2007
26/11/2006 a 02/12/2006
29/10/2006 a 04/11/2006
13/08/2006 a 19/08/2006
06/08/2006 a 12/08/2006
25/06/2006 a 01/07/2006
28/05/2006 a 03/06/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
09/04/2006 a 15/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
12/03/2006 a 18/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006
19/02/2006 a 25/02/2006
12/02/2006 a 18/02/2006
05/02/2006 a 11/02/2006
29/01/2006 a 04/02/2006
22/01/2006 a 28/01/2006
15/01/2006 a 21/01/2006
08/01/2006 a 14/01/2006
01/01/2006 a 07/01/2006
18/12/2005 a 24/12/2005
11/12/2005 a 17/12/2005
27/11/2005 a 03/12/2005
20/11/2005 a 26/11/2005
13/11/2005 a 19/11/2005
06/11/2005 a 12/11/2005
30/10/2005 a 05/11/2005
23/10/2005 a 29/10/2005
16/10/2005 a 22/10/2005
09/10/2005 a 15/10/2005
02/10/2005 a 08/10/2005
25/09/2005 a 01/10/2005
18/09/2005 a 24/09/2005


O que é isto?

Leia este blog no seu celular

Mamãe Template Show
Todos os direitos reservados ©

Mamãe Template Show